BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

terça-feira, 24 de junho de 2008

Séc. XX

O Século XX pode ser considerado como um período de viragem em toda a história, grandes avanços, mudanças, conquistas marcaram e foram alcançados nesta época.


Começa assim a luta das mulheres pela sua afirmação numa sociedade que as oprimia, “emancipação feminina” foi assim denominada.


Enquanto os homens eram absorvidos pela Primeira Guerra Mundial, lutando nas frentes de batalha, as mulheres conquistavam o seu lugar no mercado do trabalho, mas nunca descurando da sua feminilidade.


Intimamente ligada à Primeira Guerra Mundial está a “morte” do espartilho, pois as mulheres assumiam trabalhos nos campos, nas cidades e nas fábricas que exigiam espartilhos menores, simples e mais confortáveis. Durante os anos de guerra os espartilhos foram sendo gradualmente substituídos por cintas e seguidamente pelo soutien. No entanto é só com a Segunda Guerra Mundial que os espartilhos desaparecem por completo do quotidiano feminino.


Nesta época destacam-se mulheres como Helena Rubinstein, com o lançamento do primeiro creme produzido industrialmente, o Valese, e a abertura do primeiro salão de beleza do mundo, e Estée Lauder cuja campanha publicitária de “Glamour Luxuriante” levaria à conquista do título de “Rainha Americana dos Cosméticos”.



A célebre frase “A beleza é uma questão de atitude. Não há mulheres feias, apenas mulheres que não se cuidam ou que não acreditam que são atraentes”, proferida inúmeras vezes ao longo dos últimos 55 anos serviu de grande incentivo a muitas mulheres, sendo assim Estée Lauder considerada uma das maiores empresárias do sector da cosmética.


Nos anos 20, Coco Chanel é o modelo de emancipação da mulher da Riviera Francesa, bronzeada, incentiva a diminuição dos panos que cobrem o corpo.


Nos anos 30, Jorge Sain é a primeira mulher que veste calças.



Já depois de ter acabado a Segunda Guerra Mundial, explodiu uma bomba atómica no atol de Bikini, onde os americanos haviam realizado uma série de testes atómicos. Esta bomba serviu de inspiração ao engenheiro mecânico francês Louis Reard que inventou o biquini, baptizando-o com o nome do Atol de Biquini, no Oceano Pacífico, e tinha como objectivo rebentar com as ideias conservadoras da sociedade, daí o nome “Biquini”, na tentativa de ter o mesmo efeito que a bomba teve no Atol. O lançamento do primeiro Biquini deu-se em Junho de 1946 causando um verdadeiro escândalo, e nenhuma modelo quis participar na sua campanha publicitária á excepção da corajosa stripper Micheline Bernardine, que abraçou este desafio. Já na década dos anos 50, grandes actrizes contribuíram para a divulgação do biquini, nomeadamente a francesa Brigitte Bardot, em 1956 que imortalizou o traje no filme “E Deus criou a Mulher”, ao usar um modelo xadrez Vichy.



“ A obsessão pelo embelezamento do corpo é uma realidade”.


No cinema era exibida toda a sofisticação das actrizes com uma imagem idealizada. Estas “estrelas” incentivavam o público feminino na procura do seu brilho e na melhoria da sua aparência, imortalizando estilos de maquilhagem.


Actrizes como Elisabeth Taylor, em Cleopatra com os seus olhos violeta contornados por khol, a morena Marilyn Monroe, que marcou a época com o seu batom vermelho, olhos com delineador e a pinta de rosto retocada, atraindo e intensificando a sua feminilidade, e a sempre recordada Audrey Hepburn pelos seus lindos olhos realçados com pestanas postiças e leve sombra.


A arte dos cosméticos


Falar de maquilhagem é rever a busca pelo enaltecimento das formas desde tempos muitíssimo remotos. A preocupação com a aparência existe desde tempos pré--históricos, quando os rostos pintados e os corpos tatuados serviam para agradar os Deuses e afugentar maus espíritos.


Ao longo da história dos cosméticos foram várias as dificuldades encontradas. Mesmo assim nos anos seguintes e apesar dos costumes rígidos, a maquilhagem ganha força, tanto na Inglaterra como na França, e assim foi até ao final da Revolução Francesa, quando apenas as pessoas mais velhas e os artistas podiam embelezar-se.


Em 1880 os cosméticos ressurgem com todo o seu esplendor, nascendo assim uma poderosa indústria de cosméticos. No entanto é somente no século XX, com os avanços da indústria química fina que os cosméticos se tornam produtos de uso geral.



Anos 20Nos anos 20, foi lançado o batom, sendo os lábios pintados de forma a assemelharem-se a uma seta do Cupido, com cores fortes para chocar. O visual de eleição era ter o cabelo muito curto, liso à rapaz, carvão à volta dos olhos, sobrancelhas arranjadas e delineadas a lápis e uma pele branca. Também se usavam sinais postiços feitos com lápis.


Paris é palco de uma verdadeira revolução na história do batom. É a primeira vez que um produto desta categoria é embalado num tubo e vendido em cartucho.


A pintura carregada dos olhos, nos anos 30, usada pelas actrizes e estrelas de cinema, teve enorme influência na pintura do dia-a-dia nas primeiras décadas do século. O Ballet Russo Diaghilev, teve também grande efeito na cosmética. A pintura exótica dos olhos das bailarinas
Anos 40 fez criar a moda das sombras de cores e douradas, assim como uso de bases.


Nos anos 40, durante a Segunda Guerra Mundial, o fornecimento de pinturas era escasso, pois o petróleo e o álcool usados na sua produção faziam falta para as necessidades de guerra. Porém, os cosméticos desempenhavam um papel importante para levantar a moral feminina, pelo que muitas mulheres improvisaram-nos com substitutos caseiros. O batom vermelho escuro, que se arranjava no mercado negro, era usado com verniz para as unhas a condizer.


Após a Segunda Guerra Mundial, nos anos 50, houve um retorno do visual mais feminino. Os olhos eram realçados por cortes de cabelo mais curtos e pelo uso exagerado de eyeliner preto na pálpebra superior, que, na forma líquida, era aplicado com pincel, substituindo o
Anos 60lápis. Foi também nesta altura lançada uma grande gama de produtos dirigida ao mercado mais jovem.


Nos anos 60 assiste-se ao culto da juventude, os fabricantes de cosméticos concentraram a sua atenção no consumidor jovem. Inspirados no visual do continente, as raparigas usavam batons rosa-pálido ou brancos e maquilhagem carregada nos olhos. Os cosméticos de aplicação fácil e rápida, como os compactos de pó-de-arroz e as bases em tubo, eram os preferidos.


Na década de 70 as cores da maquilhagem tornaram-se populares acompanhando colecções da alta-costura francesa, italiana e inglesa.


A moda e a beleza sempre de braço dado. Cada vez que um grande costureiro lançava uma nova colecção de cores e formas para as roupas, lá vinha um tom de sombra específico para os olhos...uma nova cor para a boca.


Dior, Chanel, Ives Saint Laurent entre outros grandes fabricantes, ousavam e enchiam os olhos das mulheres de todo o mundo com as suas criações cada vez mais tentadoras.


Com o boom da economia dos anos 80, surge um novo tipo jovem, urbano e carreirista, que se reflectiu na moda dos cosméticos, com um visual mais reivindicativo e uma acentuada definição das feições. Os fabricantes realçam a duração dos seus cosméticos e incitavam as mulheres muito ocupadas a voltarem a aplicar a maquilhagem ao longo do dia. É no final da década de 80 que entram em lançamento as Anos 90 fórmulas evoluídas de cosméticos pigmentados.


À beira do novo milénio surgem novas fórmulas baseadas em tecnologias de vanguarda, cujo uso garante propriedades bem interessantes para a nossa beleza, como protecção solar, manutenção e controle do envelhecimento da pele.


Nos anos 90, a era do benefício visível ganha importância vital, ou seja, a subtileza na aplicação da maquilhagem é a característica desta época, pois quando aplicada com arte, pode dar impressão de não estar a ser usada. Os nomes dos cosméticos sugerem conter ingredientes clinicamente testados e indicam um afastamento em relação ao glamour do princípio do século e uma tendência para a estética mais pura.



Este Período é também marcado por alguns cosméticos:


O creme Nivea, que foi o primeiro hidratante do mundo, em 1911, resultando de uma pesquisa científica que descobriu um ingrediente activo para unir água e óleo;


O batom Lancôme, lançado em 1937, veio substituir o Rouge Baiser, um batom duro e seco. Brilho, suavidade e várias cores são as principais qualidades deste incrível batom;


O leite de rosas, surgiu em 1929, como uma loção embelezadora para a pele feminina. Até o seu frasco, na época de vidro, lembrava as formas do corpo feminino com “cintura fina”;


O sabonete Roger & Gallet, como o primeiro sabonete redondo envolto artesanalmente em papel drapeado;


Chanel 5 criado em 1921, o mundo inteiro apaixona-se por esta fragrância de Mademoiselle Coco Chanel;


E o Talco Granado, criado em 1903, pelo farmacêutico João Bernardo Coxito irmão de Jorge Coxito, o fundador da casa Granado, o polvilho anti-séptico granado, um talco para os pés, sendo a sua fórmula imbatível até aos dias de hoje.


Actualidade


O exercício desta profissão não pára, e as suas profissionais também não se reduzem aos ensinamentos adquiridos enquanto estudantes. Os avanços técnico-científicos ajudam não só à sua evolução como aos meios que utilizam, tornando-os mais e melhores, adaptando-se às necessidades dos dias de hoje.


Actualmente existem vários tipos de Tratamentos: Tratamentos Faciais, e neles se incluem:


Limpeza de pele (Limpa a pele em profundidade, deixando-a livre de impurezas, actua também controlando o excesso de oleosidade e oxidação, tornando-a mais lisa e clara. Indicado para todos os tipos de pele;


Revitalização (Indicada para uma pele mais madura e desidratada, age estimulando as fibras de colageneo e elastina, normalizando as funções gerais da pele);


Lifting (Tratamento usado na prevenção de sinais de expressão, cujo objectivo é estimular o tecido tissular e a musculatura nutrindo e enrijecendo. Indicado para peles maduras e flácidas);


Oxigen (Num processo automático a pele realiza respiração celular. A hidratação com o oxigénio realiza a renovação celular, visando nutrir e proteger essa pele nova. Tratamento indicado para todos os tipos de pele);


Oxigen (Num processo automático a pele realiza respiração celular. A hidratação com o oxigénio realiza a renovação celular, visando nutrir e proteger essa pele nova. Tratamento indicado para todos os tipos de pele);


Máscara de Chocolate (É indicada para peles ressecadas, repõe a energia térmica após exposição solar, hidrata, nutre e dá mais tónus à pele);


Tratamentos Corporais e dentro destes os tratamentos hidroterápicos tais como:


Banho Vichy (Duches verticais que exercem efeito de massagem com água aquecida melhorando a circulação e relaxando);


Hidromassagem (Utilizada para três aplicações: banho de chocolate, hidrogomage e talassoterapia);


Banheira subaquática (Utilização de jactos direccionados pela massoterapia realizando uma massagem subaquática, banho de vinho);


Ofurô (Banho com ervas e com uma temperatura agradável restaurando a mente e criando a sensação de relaxamento);


Tratamentos de Hidratação de Pele assim como:


Parafina (Hidratação para os pés e mãos);


Banho de Lua (Esfoliação, hidratação e clareamento de pêlos);


Tratamentos Redutores como:


Massagem redutora (Manobras manuais firmes trabalhando gordura localizada e celulite);


Celuless (Utiliza a vacuoterapia em gordura localizada e a celulite);


Liporedutor (Utiliza a drenagem mecânica associada à crioterapia);


Drenagem linfática (Trabalha o sistema linfático eliminando toxinas e edemas);


Okioteraoic (Manobras associadas às toalhas quentes finalizando com photen-aparelho com infra-vermelho);


Tratamentos Terapêuticos incluindo:


Massagem 4 mãos (Massagem feita com mãos de duas terapeutas com movimentos ritmados e idênticos, da ponta dos pés aos fios do cabelo);


Shiatsu (Massagem que ajuda a aliviar tensões e equilibrar energias por meio de pressão dos dedos em pontos específicos do corpo);


Reflexologia (Estimula e trata órgãos internos por meio de pontos na sola dos pés);


Massagem anti Stress (Massagem relaxante seguida de deslizamento suave sobre a musculatura);


Massagem Indiana (Trabalha com manobras de alongamento que relaxam a musculatura);


Reiki (É uma transferência de energia que equilibra a pessoa que recebe);


Terapia das Pedras Quentes (Relaxa a musculatura utilizando pedras quentes e energizadas para relaxamento e equilíbrio energético);


Massagem Senses (Activa os sentidos através de manobras com toques alternados entre ásperos e macios);


Hidroaroma (Tratamento de esfoliação com aromaterapia que estimula os sentidos através do olfacto, tendo o poder de restaurar o equilíbrio físico, orgânico e mental).


No que diz respeito ao rejuvenescimento facial entre outros encontra-se:


O Peeling, que consegue através de um agente químico uma esfoliação epidérmica acelerada que arrasta consigo as impurezas que estão na pele. Indicado para peles com manchas causadas pelo sol, evidenciando assim sinais de envelhecimento, e também para peles que tenham sequelas deixadas pela acne. Existem distintos tipos de peeling conforme as substâncias químicas que se utilizam e o grau de penetração que alcançam.



Actualmente também se desenvolveram muitas outras técnicas destinadas ao melhoramento do aspecto do corpo humano, de entre as quais se podem mencionar, a Massagem subdérmica, técnica esta, baseada num sofisticado equipamento tecnológico que através do seu cabeçal, utiliza a pressão pneumática sobre a zona a tratar para realizar massagens subcutâneas que aumentam o fluxo sanguíneo no interior da zona objecto. É considerado um dos tratamentos mais eficazes no combate à celulite e à “pele casca de laranja”; a Mesoterapia, técnica que consiste fundamentalmente na administração de substâncias de origem natural que é aplicada no paciente ao nível intradérmico. Este sistema permite mover e dissolver as gorduras localizadas que não desaparecem com o exercício. Graças à sua aplicação consegue-se activar a micro-circulação da zona ao nível arterial, venoso e linfático pelo que se regenera o tecido e promove a eliminação de líquidos e toxinas; e a Termosudação que é um tratamento inovador graças ao qual se consegue uma considerável redução de líquidos e uma notável melhoria na celulite localizada. É uma técnica cómoda, simples indolor e inócua, que se realiza em relaxantes sessões de 30 minutos, sendo recomendável que se efectuem 2 a 3 sessões por semana.


área dos lasers também está em pleno desenvolvimento, nos casos mais graves o uso dos lasers deu um aporte extraordinário com a técnica do chamado “resurfacing” em que as zonas com rugas da face são submetidas a acção ablativa do laser por camadas sucessivas até ao desaparecimento completo ou quase completo das rugas. Actualmente existem Lasers especiais para lesões dos vasos da pele, quer dos pequenos vasos dilatados da face e pernas, quer os grandes angiomas-tumores cor de vinho do Porto, que causam problemas a crianças e a adultos. Existem também outros Lasers para a retirada de tatuagens, de manchas acastanhadas; sardas e para epilação, entre muitos outros.


A cirurgia Plástica tem assim por objectivo a reconstrução de uma parte do corpo humano por razões médicas ou estéticas.


Em qualquer plástica, pretende-se que a zona afectada mantenha o seu funcionamento e, na medida do possível, um aspecto natural.


A cirurgia estética é pois um ramo da cirurgia plástica, orientada para a busca da perfeição das formas e não para melhorar funções ou tratar doenças.


As cirurgias estéticas mais comummente realizadas são: rinoplastia (cirurgia do nariz), blefaroplastia (cirurgia das pálpebras), ritidoplastia (cirurgia das rugas faciais), lipoaspiração (cirurgia para remoção de gordura localizada), dermolipectomia abdominal (cirurgia para remoção do excesso de pele abdominal), mamoplastia redutora (cirurgia para redução e suspensão das mamas), mamoplastia de aumento (cirurgia para o aumento das mamas, geralmente com prótese de silicone), otoplastia (correcção de “orelhas de abano”), implante capilar (correcção da calvície).


Todas estas técnicas são muito importantes, e vão permitir outros avanços a nível da cosmética e fazer com que novos cursos de actualização da carteira profissional façam sentido.


Uma profissional de estética está apta a prestar serviços junto de psicólogos, estilistas, produtores de televisão e cinema, e médicos, como a mesoterapia. Pode também trabalhar como manicura e pedicura, efectuar epilações, realizar tratamentos de rosto e de corpo, com massagens e técnicas específicas, e a criar bem-estar e relaxamento, com a aromaterapia, musicoterapia, cromoterapia, sozinha ou acompanhada.


2 comentários:

Kurama Yoko disse...

Esta otimo essse breve resumo sobre
as esteticas do seculo xx.

Parabéns.

Silvete disse...

Bom dia amei o seu trabalho sobre a estetica no sec xx !!
há vc ñ teria algumas imagens para mim enviar
o meu email é :silvetisouza@yahoo.com.br